Alegria

Documentário revela novas histórias de tragédias em Hiroshima e Nagasaki

Mil anúncio 11801

Mesmo com rara inteligência, tinha pouco brilho social. Era franzino, com 1,59m de altura, mas estudante brilhante e aplicado. Lia todas as publicações que encontrava à frente - dos ensaios de Erasmo às bulas de remédio. Era um gajo extrovertido e espirituoso. Alkmin prontamente apaixonou-se por ela. A moça fechou a guarda, esquivou-se, manobrou como pode até que um dia, sem saída diante do cerco armado por Cupido, perdeu a paciência e despejou : - Vê se te enxerga Zé Maria! Cresça e apareça! A moça entendeu. Ficou vermelha.

Neste domingo 9 , foi dia de lembrar Nagasaki. Essas pessoas carregam mais do que singelamente as marcas do tempo. Elas têm as lembranças vivas de um dos mais duros momentos da história. Mais de mil pessoas morreram e outras milhares ficaram marcadas para sempre. Tão em Nagasaki quanto em Hiroshima, quem escapou da tragédia nuclear é chamado de hibakusha, que significa sobrevivente da bomba. Hibakushas estavam nas cidades no dia dos ataques, ou chegaram mesmo 14 dias depois, mas ficaram a uma distância de mesmo dois quilômetros do ponto cêntrico das explosões. Pela primeira vez, armas nucleares eram usadas num conflito. Como afetaria o corporação humano, as células?

A praia tem esse nome devido ao formato de lua que seu escabelo de pó formato no Rio Preto. Fique reputado aos períodos de maré alta-roda e concavidade. O quimera é sair da Marina do Davi, de onde partem barcos para o Museu do Seringal, o nascido com botos e para a burgo indígena. A ida mesmo a Praia da Lua custa 10 reais a ida.

Leave a Comment