Sentimentos

Saiba identificar se o seu relacionamento está falido

Garotas procurando trabalho 23662

O papel do homem e da mulher é constituído culturalmente e muda conforme a sociedade e o tempo. Dessa forma, cor de rosa para as meninas e azul para os meninos. Ou seja, as meninas brincam de boneca, de casinha, de fazer comida, de limpar a casa, tudo isto dentro do lar. Eles jogam bola, brincam de carrinho, de guerra, etc. Até nos jogos os meninos comandam. A sexualidade reduzida à genitalidade se apresenta para as mulheres como algo sujo, vergonhoso, proibido. A sua sexualidade é negada, reprimida e temida. A mulher pode gerar um filho, e isto que em si é uma fonte de poder tem sido controlado e tem determinado outros papéis diminuindo as possibilidades e limitando a vida das mulheres em outros âmbitos, como por exemplo, no campo do trabalho. Diferentes estudos mostram que em geral as mulheres ganham menos que os homens em todos os campos, e que as mulheres têm menos possibilidades de obter um cargo diretivo.

A advogada e mestre em sociologia jurídica Marina Ganzarolli, co-fundadora da Rede Feminista de Juristas, explica como o assédio é visto do ponto de vista jurídico no Brasil: — Tudo que a deixa constrangida pode ser considerado assédio, de forma ampla. Ninguém vai responder isso pela vítima. Ele nunca me fez qualquer avanço, mas me incomoda a maneira como age. Cerco ou paquera? Se ele instar, acho que passaria de uma paquera a um assédio. Gabriela Moura: Assédio. Por acaso esse colega faz isso com os homens que trabalham com vocês?

A equipe da BBC News Brasil lê para você algumas de suas melhores reportagens Episódios Final do Podcast Muitas vezes, me pediam um favor sexual mais de dizer oi, antes de me dizerem seu nome verdadeiro. A maior parte do que estava acontecendo naquele mundo para mim era desdém — muito desdém, me faziam sentir que tinha menos valor. Mas as mulheres parecem ser afetadas de forma desproporcional. Dados de um estudo do Pew Research Center de confirmam que muitas sofrem algum tipo de assédio em sites e aplicativos de relacionamento. O mesmo acontece com meninas adolescentes de 15 a 17 anos, que também relatam ter recebido esse tipo de mensagem. Quem se responsabiliza? A iniciativa é boa e é preferível do que nada — mas acho que temos um longo caminho a percorrer, diz Silver.

Leave a Comment